Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Receitas Tolerantes

Sou uma entusiasta da cozinha e da alimentação saudável, e cozinho com amor :)

Receitas Tolerantes

Sou uma entusiasta da cozinha e da alimentação saudável, e cozinho com amor :)

Cheesecake de Goji (Vegan)

Como referi no post anterior (se não espreitaram não sabem o que perdem ;)), andamos a tentar gerir os menús semanais em função do que temos para gastar no congelador, frigorífico e despensa com uma maior intensidade do que é costume (e dando prioridade ao que está mais perto do prazo de validade) para facilitar a mudança de casa este fim de semana. Quanto menos tivermos de levar connosco, melhor. Certo? Isso implica acima de tudo, alguma criatividade para juntar numa mesma receita uma série de ingredientes dispersos. Ora, e de toda uma lista de ingredientes como chufa, goji, agar-agar e açúcar de côco, o que é que surgiu? Um cheesecake vegan, claro! Fiz uma pesquisa rápida, e encontrei esta receita, na qual me inspirei (se não conhecem a Oksi, espreitem o blog ou o Instagram dela, é uma grande fonte de inspiração para mim).

 

Antes de começar a preparar o cheesecake, comecei por demolhar as 150g de chufa, 150g de castanhas do maranhão/pará, e 150g de goji - cada uma no seu recipiente ;) Pelo sim pelo não, demolho sempre os frutos secos porque tenho dificuldade em digeri-los. Mas neste caso também o fiz com a chufa para ajudar a triturar, e com as goji para as hidratar.

 

No dia seguinte lavei bem a chufa e as castanhas, e coloquei-as no processador de comida, juntamente com 120g de pasta de tâmaras, 1 chávena de aveia, 2 colheres de sopa de óleo de côco, e triturei tudo uns minutos. Entretanto, o meu maravilhoso ajudante, aka maridão, forrou uma forma de bolo redonda, onde coloquei esta mistura, e calquei bem para formar a base. [Uma nota: estive a fazer as contas, e cada fatia não tem mais do que 2 ou 3 castanhas do maranhão, o que - segundo sei - está dentro da dose diária máxima recomendada].

 

Para o recheio, triturei as bagas goji com 1 lata de leite de côco orgânico, 3 colheres de sopa de açúcar de côco, e o sumo de meio limão. Quando estava totalmente desfeito e cremoso, levei ao lume, com 2 colheres de sopa de agar-agar (que misturei num pouco de água), e mexi bem com a vara de arames até levantar fervura. Deixei ferver uns minutos (segundo as instruções do pacote, cerca de 10 minutos), e coloquei por cima da base que entretanto estava no frigorífico a repousar.

 

Deixei arrefecer uns minutos, tapei e coloquei no congelador. Podem colocá-lo no frigorífico que fica igualmente bom, mas apetecia-me uma versão gelada, para os dias mais quentes que tardam em chegar... A versão gelada fica mais fresca, mas o sabor fica menos intenso porque é "abafado" pelo frio. Na versão normal, sente-se mais o sabor dos frutos secos, e das bagas goji, embora esteja bastante bem suavizado pelo leite de côco e pelo limão. Sente-se o sabor das goji, sem se tornar demasiado forte.

   

DSC02775 d.jpg

 

 

Ingredientes:

Base

150 g de chufa

150g de castanhas do maranhão

120g de pasta de tâmaras

1 chavena de aveia

2 colheres de sopa de óleo de côco

 

Recheio

150g de bagas goji desidratadas

2 colheres de sopa de agar agar

1 lata de leite de côco

3 colheres de sopa de açúcar de côco

Sumo de 1/2 limão

 

Triturar os ingredientes para a base, e colocar num recipiente, calcando bem até formar a base do cheesecake. Levar ao frigorífico. Bater as bagas goji com o leite de côco, o açúcar, e o sumo do limão. Levar ao lume com o agar-agar e deixar ferver uns minutos. Juntar à base, e refrigerar por umas horas, ou congelar para uma sobremesa gelada ;)

 

Boas receitas!

2 comentários

Comentar post