Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Receitas Tolerantes

Sou uma entusiasta da cozinha e da alimentação saudável, e cozinho com amor :)

Receitas Tolerantes

Sou uma entusiasta da cozinha e da alimentação saudável, e cozinho com amor :)

Buddha Bowl de 4 maneiras

As buddha bowls são taças (daí o nome) generosamente recheadas com diversos legumes e vegetais crus, ou assados, cereais saudáveis como a quinoa ou arroz integral, leguminosas, sementes, ou seja, uma amálgama colorida de comida, cheias de nutrientes, vitaminas e tudo de bom para o nosso organismo. Tradicionalmente são vegetarianas ou vegan, mas não é uma verdade absoluta. Podem levar peixe e nalguns casos, até carne. Tenho visto alguns exemplos com frango. A ideia é ser uma refeição bastante nutritiva, mas saudável e adaptada aos gostos de cada um. Se quiserem pôr bacon frito ou mayonese, desaconselho vivamente porque vai contra o princípio da coisa.

 

Saltando a introdução, este Inverno apaixonei-me por estas pequenas-grandes taças "arco-íris" como gosto de lhes chamar. São uma ótima forma de aproveitamento de restos, não só os que já temos cozinhados, como coisas que tradicionalmente deitaríamos fora, como por exemplo cascas da abóbora - que os mais atentos já deverão ter percebido que faço frequentemente. São só uma das minhas coisas preferidas de todo o mundo ;) 

 

Deixo-vos aqui 4 sugestões, 3 que fiz recentemente, e uma mais antiga mas que me marcou e merece ser partilhada. E tenho ainda aqui no blog uma 5ª alternativa, de quinoa com cogumelos marinados - receita aqui. Tenham em conta que são meras sugestões e que poderão fazer com o mais gostarem, ou que tenham em casa. O céu é o limite.

 

Buddha Bowls 2.jpg

 

 

Sugestão nº 1 - Buddha Bowl de Salmão Fumado, com chips de beterraba (receita aqui), cuscus de espelta, bio-vivos de girassol temperados com azeite, vinagre balsâmico e sal, brócolos salteados com molho de soja e mel (receita abaixo), e beringela salteada com cominhos e curcuma (idem).

 

IMG_20170311_155119 b.jpg

 

 

Sugestão nº 2 - Buddha Bowl com Ovos Mexidos (poderão substituir por tofu mexido para uma alternativa vegan). Levou os mesmos chips de beterraba e brócolos salteados da sugestão anterior porque são 2 receitas que adoro, e chips de casca de abóbora que também não me canso de fazer, mas desta vez com uma receita diferente. E finalmente, juntei palitos de batata doce assados, e um delicioso dip de abacate, manjericão e limão. Receitas abaixo.

 

IMG_20170325_200431_099 b.jpg

 

 

Sugestão nº 3 - Buddha Bowl de Cogumelos e Húmus. Aqui fiz uma ligeira batota. Uma destas noites fui jantar ao Organi Chiado, e comi um maravilhoso prato com cogumelos, palitos de cenoura, arroz integral e salada e como a dose era muito bem servida e eu já me tinha empanturrado do patê de amendoim (tenho de descobrir a receita, é fantástico), e de azeitonas, levei o resto comigo. Um ou dois dias depois, assei uns talos de beterraba - outro dos nossos vícios - e um delicioso húmus que comprei na VillaBio, e preparei o almoço em menos de nada ;) Obviamente que também podem fazer o húmus em casa, e deixo-vos estas duas sugestões: húmus de feijão branco e húmus de hortelã e lima

 

IMG_20170318_133936 b.jpg

 

 

Sugestão nº 4 - Buddha Bowl com Crocrantes de Grão. Esta na verdade deveria ter levado mais algumas coisinhas para cumprir os requisitos, mas é um bom ponto de partida e estava tão, mas tão boa que tinha mesmo de partilhar. Podem juntar curgete salteada ou uma cama de espinafres crus, por exemplo e já fica mais composta ;) A minha levou cuscus de espelta, os crocantes de grão (receita aqui), chips de casca de abóbora (receita aqui) e sementes de abóbora tostadas (uns minutos num frigideira antiaderente, sem gordura). 

 

IMG_20170104_150007_004.jpg

 

 

Receitas:

 

Para fazer cuscus, fervo a água num tacho (o dobro da quantidade do cuscus), e quando levanta fervura, desligo, junto o cuscus, umas pedras de sal, mexo e tapo. Passados 5 minutos mexo com um garfo para soltar os grãos e está pronto. 

 

Brócolos salteados com molho de soja e mel: lavo e separo os floretes dos brócolos (podem reservar o caule para espiralizar), e reservo. No wok, salteio gengibre e curcuma (um pedaço pequeno de cada, ralado ou picado bem fico) uns minutos num fio de óleo de sésamo, junto os brócolos, uma ou 2 colheres de molho de soja e uma colher generosa de mel e deixo cozinhar cerca de 10 minutos. Por vezes junto vinagre de arroz, umas gotas, mas é opcional. Fica muito bom se juntarem sementes de sésamo ou pevides de abóbora tostadas no final ;)

 

 IMG_20170311_140027.jpg

 

 

Beringela salteada com cominhos e curcuma: lavei e cortei a beringela em cubos e salteei-a no wok num fio de azeite, com curcuma, bastantes cominhos, um pouco de coentros em pó, e uma pitada de canela. E sal.

 

IMG_20170311_140041.jpg

 

 

Chips de Casca de Abóbora com caril e curcuma (acafrão das índias). Para fugir às minhas tradicionais chips, desta vez temperei as cascas da abóbora (usei okaido) com pó de caril, acafrão das índias em pó, um fio de azeite e sal. Massajei tudo muito bem, e coloquei no forno a 200º, cerca de 20 minutos.

 

Os palitos de batata doce assados também assaram cerca de 20 minutos, os primeiros 5 a 180º, e depois aumentei para 200º para ficarem crispy. Temperei-os com azeite, oregãos, pimentão doce e sal.

 

Dip de abacate, manjericão e limão, tão maravilhoso que vai ser o meu melhor amigo este Verão ;) Basta bater 2 abacates pequenos bem maduros (ou 1 maior) com uma mão cheia de manjericão, sumo de 1 limão e umas pedrinhas de sal. Quando estiver bem cremoso está pronto para servir ;)

 

Já devo ter partilhado a receita de talos de beterraba assados inúmeras vezes, porque fazemo-los de forma quase compulsiva. Sempre que vamos às compras e há talos de beterraba, acabam no forno ;) As nossas 2 receitas preferidas levam um fio de azeite, paprika e sal, ou óleo de côco, tamari/ molho de soja e um pouco de curcuma ralada. Basta assá-los 15 minutos a 180º.

 

IMG_20170305_212813.jpg

 

 

Em qualquer uma das sugestões, no final é só juntar os ingredientes todos numa taça (ou prato, ninguém vai ser multado pela polícia dos buddha bowls se usar um prato) e comer. Espero que se sintam inspirados, e fico à espera de sugestões de buddha bowls fantásticas feitas por vós.

 

Boas receitas, bem coloridas!!

 

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.