Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Receitas Tolerantes

Sou uma entusiasta da cozinha e da alimentação saudável, e cozinho com amor :)

Receitas Tolerantes

Sou uma entusiasta da cozinha e da alimentação saudável, e cozinho com amor :)

Quadradinhos de Limão

A minha querida Homemade Gourmet deu-me a provar um dia destes uma receita de quadradinhos de limão, daquelas que só apetece comer até enjoar. Absolutamente deliciosos.

 

No fim de semana tivémos um jantar, e decidi adaptar a receita para uma versão sem lactose - por motivos óbvios - e sem glúten, dadas as restrições alimentares de alguns dos presentes. Ficou igualmente espetacular, e é tão simples que acredito que, como eu, vão querer repeti-la várias vezes ao longo deste Inverno ;)

 

Para a base usei 50 g de açúcar de côco, 100g de manteiga de soja amolecida, e 150g de farinha (50 de côco e 100g de farinha sem glúten, daquelas misturas de compra). Misturei tudo com um garfo e coloquei num pirex forrado com papel vegetal, calcando bem com uma colher, para ficar uniforme. Levei ao forno 10 minutos a 170º e entretanto preparei o creme de limão. O creme levou o sumo de 2 limões, 200g de açúcar mascavado, 1 ovo, e 30g de farinha sem glúten que misturei com a vara de arames até ficar cremosa e sem grumos. Verti a mistura por cima da base e levei ao forno mais 25 minutos.

 

Antes de servir, polvilhei com canela, e parti em quadradinhos, que desapareceram em 5 minutos. Talvez menos. Que delícia!! Obrigada querida D, esta receita foi diretamente para o meu top de favoritos ;)

 

IMG_20170127_210716.jpg

 

IMG_20170127_210711.jpg

 

IMG-20161206-WA0017.jpg

 

Ingredientes:

Base

150g de farinha (50 de côco, 100 sem glúten, mas podem adaptar ao vosso gosto)

50g de açúcar de côco

100g de manteiga de soja, ou outra que prefiram

 

Cobertura

Sumo de 2 limões

200g de açúcar mascavado

30g de farinha sem glúten

1 ovo

 

Boas receitas!

[2 sopas ultra rápidas] Creme de Cenoura com Gengibre e Creme de Ervilhas com Hortelã

Não há nada mais aconchegante no Inverno do que uma boa sopa, bem quentinha. De preferência acabada de fazer. Mas nem sempre tenho chegado a casa a tempo de preparar os legumes, cozer a sopa, e jantar a horas decentes.

 

Inspirada por um showcook a que fui um destes dias, no Kiss the Cook, em que preparámos uma sopa em 15 minutos, tenho andado a fazer experiências. Estas 2 sopas foram o resultado disso. A regra base é: usar poucos legumes (apenas o suficiente para uma refeição, duas no máximo), pouca água, e com a fiel ajuda do processador de comida triturar os legumes bem finos para que cozinhem em 10-15 minutos. Depois é só passar, corrigir temperos e juntar mais água se necessário.

 

A primeira sopa foi a que decorreu diretamente do showcook, com umas pequenas adaptações. Usei 3 cenouras e 2 pastinagas - que poderão substituir por curgete, nabo ou outro legume da vossa preferência - um pouco de gengibre e uma mão cheia de coentros.

 

A segunda, surgiu dum desejo súbito de comer um creme de ervilhas. Nesta usei 2 cenouras, 1 cabeça pequena de brócolos, 1 cebola, 1 lata de ervilhas, e hortelã fresca.

 

Em ambos os casos, triturei os legumes no processador, como referi, e cozi-os em pouca água. No final, depois de passar, consoante a consistência desejada, juntei mais água, um fio de azeite e sal. Em 15 minutos o jantar estava pronto. Sopa quentinha, acabada de fazer, e sem grande esforço!!

 

 

IMG-20161206-WA0029.jpg

 

 

IMG-20161206-WA0002.jpg

 

 

Ingredientes:

 

Creme de cenoura com gengibre

3 cenouras médias

2 pastinagas médias

4 ou 5 fatias finas de gengibre

1 mão cheia de coentros

Sal e azeite

 

Creme de ervilhas com hortelã

2 cenouras médias

1 cabeça de brócolo pequena

1 cebola

1 lata de ervilhas

Algumas folhas de hortelã fresca

Sal e azeite

 

Boas receitas!

Bolachas de Aveia e Tomate Seco

Estas bolachinhas ficam maravilhosas só por si, ou com uma pasta de grão ou feijão como esta que publiquei há uns tempos. Adoro fazer estas bolachas como entrada quando recebo convidados para jantar, ou para levar para petiscadas em casa de amigos. São relativamente simples de preparar, e fazem sempre sucesso.

 

A receita original é do livro "Cozinha Vegetariana para quem quer ser saudável", da Gabriela Oliveira com alguns pequenos ajustes. Numa taça juntei a aveia (usei aveia sem glúten, mas poderão usar aveia normal se preferirem), a farinha de arroz, o tomate seco picado, algumas folhas de tomilho fresco, o alho em pó, o manjericão e oregãos secos, e o sal, e envolvi bem com um garfo. Depois juntei o azeite e a água, amassei um pouco e formei uma bola que levei ao frigorífico cerca de 30 mins embrulhada em película aderente. Em vez de azeite normal, gosto de juntar o azeite que vem no frasco do tomate seco. Acentua imenso o sabor das bolachas, sem grande esforço.

 

Dado que usei farinha de arroz, optei por moldar as bolachas à mão em vez de as estender, porque a massa torna-se menos maleável dado não ter glúten. Moldei pequenas bolas (cerca de 1 colher de sopa) que fui espalmando com os dedos e a mão até ficarem com cerca de meio cm de altura. Ficam mais rústicas do que as originais, mas nem por isso menos saborosas. E com a vantagem de que não têm glúten.

 

Finalmente, levei-as ao forno cerca de 15 mins a 180º, até estarem douradas. Quando estiverem frias é só desfrutar, ou guardar numa caixa/ frasco para mais tarde se deliciarem ;)

 

 

IMG_20161203_160714 b.jpg

 

 Ingredientes:

1/2 chávena de aveia

1/2 chávena de farinha de arroz

1 colher de sopa de tomate seco

1 colher de sopa rasa de tomilho fresco

1 colher de café de sal fino

1 colher de café de manjericão seco

1/2 colher de café de oregãos secos

1/2 colher de café de alho em pó

1 colher de sopa de azeite (usei o do tomate seco)

1/4 de chávena de água

 

Boas receitas!!

 

E um excelente fim de semana ;)

 

Arroz de Polvo "à minhaaaaa maneiraaaaa"

Perceberam a referência?? ;) (Cantar com entoação da música dos Xutos e Pontapés ;)) E agora??? ;) Brincadeiras à parte, eu gosto sempre de dar um twist mais saudável aos pratos tradicionais, nomeadamente retirando enchidos, bacon, e natas (por exemplo) das receitas e incorporando legumes, vegetais, fruta sempre que possível. Apesar de não dispensarmos o ocasional arroz de polvo tradicional quando jantamos fora, procuramos compensar as "asneiras" em casa, seguindo uma alimentação mais equilibrada no dia-a-dia. Equilíbrio é a palavra de ordem cá de casa :)

 

Como todos os bons pratos de inverno, este arroz começou com um refogado. Salteei um pimento vermelho num fio de azeite, ao qual juntei uma mão cheia de talos de aipo, e meia curgete picados. Ao refogado adicionei o polvo, que tinha ficado a demolhar durante algumas horas, cortado em pedaços (aproveitei um polvo seco que tínhamos congelado, mas poderão fazer a mesma receita com polvo normal congelado), temperei-o com 2 colheres de sopa de pimenta da terra, umas pedras de sal, meio pacote de polpa de tomate e um bom gole de vinho branco e deixei ferver uns minutos até ao alcool evaporar. Em seguida acrescentei 2 ou 3 chávenas de água e deixei o polvo cozinhar cerca de 45 minutos antes de juntar o arroz (à falta de carolino, usei agulha). Antes de desligar, corrigi o sal e a pimenta, aumentei o lume para o máximo até levantar fervura, e retirei do lume, deixando-o tapado mais 5 minutos para o arroz terminar de cozinhar (já com o lume desligado).

 

Se utilizarem polvo congelado, idealmente deverão cozinhar o polvo na panela de pressão. E reza a lenda que, para ficar macio, se deve submergir o polvo na água quente e retirar algumas vezes para se habituar à temperatura, antes de o colocar de vez na panela e deixar cozinhar durante 30 -40 mins. 

 

IMG_20161127_224103.jpg

 

Ingredientes:

1 polvo

1 pimento vermelho

1 mão cheia de talos de aipo

1/2 curgete

2 colheres de sopa de pimenta da terra

1/2 pacote (cerca de 100ml) de polpa de tomate

1 chávena de arroz

Vinho branco

Sal e pimenta a gosto

 

Boas receitas!