Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Receitas Tolerantes

Sou uma entusiasta da cozinha e da alimentação saudável, e cozinho com amor :)

Receitas Tolerantes

Sou uma entusiasta da cozinha e da alimentação saudável, e cozinho com amor :)

Super sumo ABC... com um extra

Ontem quando cheguei a casa estava em baixo de forma. Sentia-me cansada, sem energia, e com a garganta a dar sinal. Quando preciso dum extra boost de energia, ou de reforçar o sistema imunitário, recorro ao super sumo ABC. Não é novidade nenhuma, vários blogs falam nele, aparece constantemente no pinterest, e é, sem dúvida, um dos sumos que mais fazemos cá em casa. E um dos meus preferidos :) 

 

ABC são as siglas em inglês para maçã (Apple), beterraba (Beetroot) e Cenoura (Carrot). Desta vez juntámos também aipo, que tínhamos em casa e que lhe deu aquele travo a anis (é o que me faz lembrar ;)). Geralmente uso maçãs granny smith das mais verdes que conseguir encontrar, porque o ácido da maçã contrasta maravilhosamente com o doce da beterraba e da cenoura. Com outras maçãs também funciona, mas fica muito doce, na minha opinião. Colocámos tudo na máquina de sumos. E pumbas, super sumo a acompanhar o jantar :) 

 

Geralmente fazemos este tipo de sumos de manhã, e bebemo-los em jejum, mas ontem foi um bem necessário, para recuperar energias. E efeito placebo ou não, esta manhã sinto-me muito melhor!

 

IMG_20150629_203924

 

 

IMG_20150629_204732

 

IMG_20150629_204336

 

 

Ingredientes (para 2):

1 beterraba grande

2 cenouras médias

2 maçãs Granny Smith verdes (ou 1 grande)

 e o extra... se quiserem:

1 talo de aipo (com 2 fica muito forte)

 

Bons energias e boas receitas!

Crumble de Maçã Tolerante

O crumble de maçã é um "best-of" cá de casa :) Pedem-me muitas vezes para fazer, e eu acedo de bom grado. É super fácil de fazer, não tem lactose nem gluten, e combina maravilhosamente com uma bola de gelado de baunilha sem lactose.

 

Há muitas variantes do meu crumble. Hoje fiz o de maçã, mas também costumo fazer com pêra, ou com frutos vermelhos. E um dia destes quero experimentar com pêssego e ameixas, numa versão especial de verão :)

 

Para fazer o crumble, descasquei e cortei as maçãs em tiras, que fui colocando num bacia onde juntei sumo de meio limão para não oxidar enquanto cortava o resto. Depois coloquei num pirex, com canela, 2 colheres de sopa de açúcar mascavado, e 1/2 colher de chá de extrato de baunilha. Levei a amolecer uns minutos no microondas com um bocadinho de água. Enquanto isso, preparei o topping. Faço sempre a olho, o suficiente para cobrir a fruta. A mesma quantidade de farinha de milho e de açúcar mascavado, e cerca de 1/5 da mistura de margarina líquida (0% de proteínas) ou de manteiga de soja, e misturei com um garfo até ficar com uma textura parecida com migalhas de bolacha, umas maiores, outras mais pequenas. Deitei a mistura por cima das maçãs e levei ao forno a 180º por cerca de 20-30 minutos até estar a borbulhar e depois aumentei a temperatura uns minutos para ficar tostado por cima.

 

Como referi anteriormente, há muitas variantes. Para além de alterar a fruta que utilizo, por vezes reduzo a quantidade de açúcar e manteiga ao juntar xarope de ácer à farinha. Como é muito doce, e torna a mistura mais húmida, consegue-se reduzir no açúcar e na manteiga, obtendo o mesmo efeito com menos calorias. Também costumo juntar amêndoas laminadas, ou aveia (costumo usar da normal, porque não sou alérgica ao gluten :P), consoante pretendo que o topping fique mais crocante, ou passas de uva ou de arandos, se pretender que fique mais doce.

 

No final, juntei uma bola de gelado de baunilha, que combina muito bem com o crumble quentinho... mas sozinho também não fica nada mal ;)

 

IMG_20150628_211507

 

 

  

IMG_20150628_210933

 

 

Ingredientes (entre 6 a 10 pessoas):

3 ou 4 maçãs reineta médias ou grandes (o suficiente para cobrir o fundo dum pirex)

1/2 limão

3 colheres de sopa de açúcar mascavado

2 colheres de água

1 colher de chá de extrato de baunilha

Canela q.b.

 

Para o topping:

1 ou 2 chávenas de farinha de milho (consoante a quantidade de fruta)

1 ou 2 chávenas de açúcar mascavado

Margarina ou manteiga de soja

 

 

Boas receitas!

 

Cogumelos recheados de 3 maneiras

Hoje foi dia de pestiscada cá em casa. Fazemos regularmente um lanche ajantarado com 2 casais amigos. Cada leva os ingredientes para fazer um ou dois petiscos, bebidas, juntamo-nos numa casa, preparamos a comida juntos e matamos saudades :)

 

Desta vez o jantar foi cá em casa e decidi fazer cogumelos recheados, inspirada pelo jantar no Great American Disaster, pimentos padrón que nunca faltam nestes jantares e o meu crumble de maçã sem gluten e sem lactose, cuja receita vou publicar já de seguida.

 

Preparei cogumelos portobello e cogumelos marron. Dizem que não se deve lavar os cogumelos para não soltarem tanta água quando cozinham, mas faz-me confusão não os passar por água. Portanto retirei-lhes os pés, lavei-os, sequei-os muito bem, e coloquei-os num tabuleiro com um fio de azeite. Para o recheio dos cogumelos portobello salteei espinafres com azeite e alho e tostei pinhões numa frigideira anti-aderente. Tostei os pinhões sem gordura porque eles já têm muita, que libertam ao tostar, e reservei-os para colocar sobre os espinafres depois de os retirar do forno.

 

Para os restantes cogumelos triturei no processador de comida uma embalagem de queijo mozarella sem lactose e 3 colheres de chá de queijo creme sem lactose - ambos à venda no Continente. Separei metade da mistura e preparei um molho de tomate com manjericão seco, oregãos, alho e uma pitada de sal e pimenta, recheei metade dos cogumelos marron com este preparado e coloquei o queijo por cima. À restante mistura de queijos, que ainda continuava no processador, juntei cebolinho, delícias do mar e uma pitada de sal, e recheei os restantes cogumelos. Foram ao forno pré-aquecido a 180º por 15 mins e depois aumentei para 200º outros 5mins para tostarem. O meu forno não é muito forte, mas num outro mais potente teriam ficado mais coraditos :)

 

No final, cortei manjericão fresco para polvilhar por cima dos cogumelos recheados com tomate, e juntei os pinhões aos portobello com espinafres.

 

Foram um sucesso! ;) A juntar aos pimentos padrón, que fritei com um fio de azeite numa frigideira antiaderente e depois juntei umas pedrinhas de sal no final, ao pica pau que a minha amiga S fez e à pizza da I, ambos sem lactose e ambos maravilhosos, tudo regado com um bom vinho, foi um manjar dos Deuses.

 

 

IMG_20150628_201510

 

 

IMG_20150628_201515

 

 

IMG_20150628_201450

 

 IMG_20150628_203102

 

 

IMG_20150628_202901

 

Ingredientes (para 6 pessoas):

2 cogumelos portobello grandes

1 caixa de cogumelos marron (cerca de 16 cogumelos)

400 g de espinafres

1 mão de pinhões

1 embalagem de queijo mozarella sem lactose

3 colheres de chá de queijo creme sem lactose

Polpa de tomate (3 ou 4 colheres de sopa)

Manjericão e oregãos secos

Alho

4 ou 5 delícias do mar

Cebolinho fresco

Manjericão fresco

Azeite, Sal e pimenta

 

Para os pimentos:

2 caixas de pimentos padrón

Azeite

Sal

(não há receita mais fácil :))

 

 

Boas petiscadas!

Cozinhar Quinoa

Esta semana uma colega perguntava-me como cozinho a quinoa. Pessoalmente, gosto de utilizar a quinoa para pratos doces e salgados, portanto cozinho-a sempre de forma muito neutra.

 

Passo-a primeiro por água, para não ficar amarga. Não sei pormenores científicos, mas a superfície da quinoa tem um químico que pode torná-la amarga, portanto convém lavá-la antes de utilizar. Depois torro-a na panela uns minutos antes de juntar o dobro da água, 3 ou 4 pedrinhas de sal, e deixo cozinhar 15 a 20 mins. Eu gosto da minha bem cozinhada. Se preferirem mais rija, cozinhem menos tempo :)

 

Geralmente faço uma boa quantidade para utilizar durante vários dias. E depois... É um mundo de possibilidades :) Pode ser usada para o pequeno almoço, juntando leite (sem lactose, no meu caso), sementes, frutos secos, fruta, etc. Como acompanhamento duma refeição (chilli com quinoa é maravilhoso, o P adora), salteada com legumes, ou ainda como substituto da carne ou do peixe, já que tem muita proteína. Beringelas recheadas com quinoa, molho de tomate e manjericão é uma das minhas receitas vegetarianas favoritas ;) Hei de publicá-la um dia destes.

 

 

 

Até lá, é só usar a imaginação, e cozinhar com amor :)

 

Bom fim de semana e boas receitas!

 

 

 

 

 

Great American (not exactly a) Disaster

Tivémos um evento perto do Marquês e acabámos a jantar no Great American Disaster. O GAD é um dinner tipicamente americano com hamburgers, batidos, tarte de maçã. Esse tipo de comida.

 

O P não conhecia, e achei que valia pela experiência. Mas confesso que me surpreendeu. Estava com um certo receio. O meu estômago, a esta hora, é especialmente preguiçoso. Fritos e molhos matam-me... E perguntam vocês, num blog de receitas, não estás um bocadinho fora de tópico? Nem por isso, já lá vamos :)

 

Sentamo-nos, abro a ementa. E lá estavam eles: 2 hamburgers veggie e um paleo. Pedi o Portobello Market: cogumelo Portobello, tal como o nome indica, recheado de espinafres salteados, e queijo, acompanhado de uma salada de rúcula e tomate cereja e arroz, com opção de batata doce assada. Eu optei pela 2a opção e pedi sem queijo. Estava ma-ra-vilhoso. Fiquei com vontade de voltar e experimentar os outros dois, e vou com certeza reproduzir esta receita em casa.

 

Um opção saudável, tolerante (nada de glúten e lactose) e muito saborosa :)

 

IMG_20150625_220448

 

 Fica a dica :) E boas receitas!

Papas de Aveia, Goji e Chia e Ameixa

Sou um zombie de manhã. Demoro demasiado tempo a levantar-me da cama, e tenho sempre de tomar banho e arranjar-me a correr para não me atrasar. E desconfio que os meus olhos se mantêm semi-cerrados até meio do caminho para o trabalho.

 

Se não fosse o P, a maioria dos dias tinha de tomar o pequeno almoço fora, ou comer qualquer coisa pouco saudável no trabalho. É ele que prepara os sumos e batidos, seguindo as minhas indicações, que corta a fruta para adicionar às papas de aveia, quinoa e outras e que organiza a marmita para levar para o trabalho. É um santo, eu sei :)

 

Por essa razão, deixo quase tudo preparado de véspera (pequeno almoço e marmita), sendo apenas necessário adicionar fruta fresca e comer, e arrumar os tupperwares, fruta e legumes nos sacos térmicos.

 

Ontem à noite, enquanto preparávamos o almoço para hoje, fiquei com saudades de comer papas da aveia. Das cozinhadas, não daquelas que se preparam cruam e se deixam no frigorífico durante a noite (os famosos "overnight oats"). Cozinhei a aveia com 1 tâmara das grandes, descaroçada, 1 colher de chá de xarope de ácer, canela, umas gotas de limão e leite de arroz e amêndoas da Joya (é o meu preferido, mas o de arroz e avelãs também é maravilhoso, sabe a cappucino), numa proporção de 1 para 5 (5x mais leite). Ficou muito doce, a tâmara já tem muito açúcar, e o xarope de ácer talvez fosse desnecessário, mas ainda bem porque a ameixa que juntámos de manhã estava muito ácida :P

 

Geralmente junto sementes e frutos secos antes de guardar no frigorífico, mas já era tarde e ainda não tinha arrefecido o suficiente, portanto, excepcionalmente, deixámos esse passo para de manhã. De manhã, foi só juntar a cada uma das taças 1 colher de chá de linhaça moída, meia de sementes de chia, meia dúzia de bagas goji e a ameixa. Como referi acima, a ameixa estava muito ácida, o que contrastou com o doce das papas e portanto acabou por ficar muito saboroso.

  

E nutritivo :)

 

IMG_20150625_093347.jpg

 

Ingredientes (para 2):

4 colheres de sopa de aveia

Leite de arroz e amêndoas (ou outro)

1 tâmara grande ou 2 pequenas

1/2 c. chá de xarope de ácer

Canela q.b.

Limão

2 c. chá de linhaça moída

1 c. chá de sementes de chia

Bagas Goji q.b.

2 ameixas médias/ grandes

 

Boas receitas!

Bem-vindos :)

 

Antes de mais, deixem-me clarificar uma coisa. Não sou, nem ambiciono ser, chef ou nutricionista. Portanto aceito todas as correcções e críticas construtivas que me possam fazer nesse sentido.

 

Também não sou perfeita nem tenho o peso ideal. Gosto de comer, e de cozinhar, e de cometer os meus deslizes. Sem eles a vida não tinha piada :)

 

Este blog é para mim, e para as pessoas que actualmente apreciam os meus cozinhados, gostam das fotos que publico e querem saber mais pormenores sobre as receitas que crio ou recrio (muitas são adaptadas de coisas que vejo por essa web fora).

 

Faço muita coisa a olho, e com o que tenho à mão no momento, pelo que podem esperar muitas lacunas ao nível da descrição das receitas.

 

O importante é cozinhar com amor, e para quem amamos, começando por nós próprios :)

 

Boas receitas!